/

A angústia do primeiro dia

Tendo consciência de que a reacção e comportamento dos pais, ao deixarem os filhos na escola influencia o comportamento das crianças, fizemos um esforço para encararmos da forma mais descontraída possível o primeiro dia de aulas dos nossos filhotes, numa escola nova.

E a escola para onde foram é mesmo “nova”, ou seja é uma nova escola para os 2 já que ambos andavam no Externato Arco-Íris e agora andam na Creche Santa Rita, mas também é o primeira ano de funcionamento desta creche. É novinha a estrear, o que tem a meu ver vantagens e desvantagens.

Se por um lado os equipamentos são novos e actuais, a escola tem ainda um ar “frio” e impessoal, mesmo que as educadoras tenham feito algum esforço por enfeitar um pouco as salas e corredores.

Por outro lado nota-se que as equipas ainda não estão adaptadas a uma realidade que também é nova para elas… no fundo é novo para todos, até para nós como pais e por isso estamos a tentar seguir algumas regras básicas para que tudo corra pelo melhor.

Algumas dicas:

  1. Mostre-se o mais calmo e confiante que conseguir;
  2. Arranje disponibilidade no trabalho para perder algum tempo na escola dos seus filhos, nesta primeira semana;
  3. Fale com a educadora/ professora e combinem como irão fazer a adaptação da criança;
  4. Se achar necessário, ou se a adaptação da criança estiver a ser complicada, fale com a Coordenadora;
  5. As primeira impressões são importantes e por isso se quer que façam o mesmo consigo, trate todos os funcionários da escola com respeito e educação;
  6. Dê tempo para que a criança crie o vinculo com a escola e com os coleguinhas, há crianças que demoram mais tempo do que outras, não pressione, mas sim incentive e mostre o lado positivo desta experiência.

Qual é a vossa experiência? Que técnicas usam para facilitar a adaptação dos vossos filhos?

Gostou deste artigo?

Subscreva o nosso Feed RSS, siga-nos no Twitter ou simplesmente recomende-nos aos seus amigos e colegas!

Posts relacionados:

  • Luis Carrondo

    Identifico-me inteiramente com as dicas da Sandra, e posso acrescentar que a minha experiência aquando da mudança de sala/educadora da minha filha, foi mais traumática para mim que para ela… O primeiro dia foi pavaroso para mim, mas a minha filha deu-me uma lição de adaptação brutal! Como a própria Sandra diz, as crianças adaptam-se às novidades mais rapidamente e sem dramas.

    Acrescento apenas uma dica… Ir falando antecipadamente com as crianças sobre as mudanças que estão para vir!