/ /

Mudanças #2

A última semana foi impressionante. Apesar de a maioria das nossas coisas (cerca de 50 caixas e alguns móveis que aproveitámos da casa anterior) terem sido colocadas em nossa casa pela equipa de mudanças, chegávamos ao final dos dias completamente de rastos.

Ao contrário do que muitas pessoas possam pensar, mudar de casa não se limita a mudar caixas e móveis de uma habitação para outra, tarefa que facilmente se pode prescindir através da contratação de uma empresa de mudanças.

Antes de mais é necessário arrumar todo o conteúdo da casa antiga em caixas. Apesar de algumas empresas já oferecerem este serviço, continuo a achar que é preferível serem os próprios a distribuírem os seus pertences pelas várias caixas, embrulhando em papel os itens que considerarem mais frágeis.

Nesta fase há 2 dicas que são bastante úteis. Dividir os livros por caixas, completando-as com roupa e outros objectos mais leves. Mas mais importante, numerar as caixas, escrevendo o número nas 4 faces laterais e anotar num caderno, numa folha de papel ou num ficheiro de Excel o conteúdo de cada caixa. Desta forma, mesmo num amontoado de caixas, o mais provável nos primeiros dias, é bastante fácil encontrar qualquer item.

Depois de tudo devidamente transportado por terceiros, é necessário arrumar tudo na nova casa, o que muitas vezes não é nada simples, pois a cada caixa que se abre é necessário decidir onde se vai arrumar isto e aquilo, sobretudo se estivermos a falar de coisas de cozinha.

Mala do Toyota Verso, na 3.ª viagem das mudanças

Mala do Toyota Verso, na 3.ª viagem das mudanças

No nosso caso, tivemos uma tarefa adicional que foi trazer todas as nossas coisas pessoais, roupas, cadeiras de comer da Luisa e do Dudu, espreguiçadeira e banheira da Leonor, alguns brinquedos, entre outras coisas, da casa dos familiares onde estivemos alojados temporariamente, enquanto a nossa escritura de compra não se concretizava.

Tal como fomos documentando no Facebook, nesta tarefa o Verso foi uma preciosa ajuda. Ao contrário do que estava à espera, foram suficientes 4 viagens para transportar tudo o que tínhamos para trazer.

E assim, passado uma semana de árduo trabalho e ainda com algumas coisas para arrumar, já estamos a viver na casa nova, desde 6.ª feira.

Apesar de todo o cansaço, foi muito bom ver a emoção do Dudu e sobretudo da Luisa, ao reencontrar os seus brinquedos no seu novo quarto de brincar. É o início de uma nova etapa da vida desta família, numa nova cidade, novo bairro, nova casa, nova escola.

Gostou deste artigo?

Subscreva o nosso Feed RSS, siga-nos no Twitter ou simplesmente recomende-nos aos seus amigos e colegas!

Posts relacionados: