O que fazer antes, durante e depois de um sismo

Estrada no Japão, após o sismoSempre que em algum ponto do mundo ocorre um sismo, acho que todos nós, em Lisboa e arredores pensamos como seria se algo do género se passasse por estas bandas.

Infelizmente, pensando na qualidade da nossa construção, sobretudo da mais antiga, acho que o melhor é mesmo não pensar muito nisso e esperarmos que algo destas dimensões nunca aconteça em Portugal, ou perto da nossa costa.

No entanto, eis uma lista de algumas coisas importantes que devíamos ter em consideração, antes, durante e depois de um sismo.

Antes de um sismo:

  • Ter em casa, um extintor de incêndio,  um kit de primeiros socorros, um rádio a pilhas, uma lanterna e pilhas extras;
  • Aprender algumas técnicas de primeiros socorros;
  • Aprender a desligar o gás, a água e a electricidade em casa;
  • Definir um ponto de encontro com a sua família;
  • Não deixar objectos pesados em prateleiras (eles vão cair durante um terremoto);
  • Prender às paredes ou chão, móveis pesados​​, armários e electrodomésticos;
  • Conhecer o plano de emergência da sua escola ou local de trabalho.

Durante um sismo:

  • Permanecer calmo! Se estiver dentro de casa, ficar dentro de casa. Se estiver fora, ficar de fora;
  • Se estiver dentro de casa, ficar junto da parede perto do centro do edifício, junto de uma porta, ou rastejar para debaixo de móveis pesados ​​(uma mesa ou balcão). Ficar longe de janelas e portas exteriores;
  • Se estiver ao ar livre, afastar-se de linhas de energia ou qualquer coisa que possa cair. Mantenha-se afastado de edifícios, uma vez que o prédio ou parte deste pode cair em cima de si;
  • Não utilize fósforos, velas, ou qualquer outro tipo de chama, por causa das prováveis rupturas de gás;
  • Se estiver dentro de um carro, pare o carro e permanece dentro do mesmo até o sismo parar.
  • Não use os elevadores.

Depois de um sismo

  • Verificar as suas lesões e das pessoas que estão consigo. Prestar os primeiros socorros a quem mais precisar deles;
  • Fechar as válvulas de entrada de água, gás e cabos eléctricos;
  • Verificar o cheiro de gás. Se sentir o cheiro a gás, abrir todas as janelas e portas, sair imediatamente, e relatá-lo às autoridades;
  • Ligar o rádio. Evite utilizar o telefone, a não ser em caso de emergência;
  • Não entrar em edifícios danificados;
  • Ter cuidado com vidros quebrados e entulho. Usar botas ou sapatos resistentes para evitar cortes nos pés;
  • Ter cuidado com chaminés, uma vez que elas podem cair sobre si;
  • Ficar longe de praias, uma vez que é comum o aparecimento súbito de tsunamis após o chão parar de tremer;
  • Ficar longe de áreas danificadas;
  • Se estiver na escola ou no trabalho, siga o plano de emergência ou as instruções da pessoa responsável;
  • Espere a existência de tremores secundários, normalmente designados por réplicas.

Por último, deixamos uma palavra de solidariedade para todas as pessoas que neste momento vivem tempos difíceis no Japão.

Nota: Esta lista foi adaptada daqui.

Foto da autoria AP Photo/Nexco East Japan via Kyodo News.

Gostou deste artigo?

Subscreva o nosso Feed RSS, siga-nos no Twitter ou simplesmente recomende-nos aos seus amigos e colegas!

Posts relacionados:

  • http://www.facebook.com/people/Ligia-Santos-Rodrigues/100001301213373 Ligia Santos Rodrigues

    artigos como este sao importantes
    penso que ninguém consegue ficar indiferente à on-going tragédia japonesa e muitos de nós, se não todos, ficámos com o “e se ….” na cabeça desde sexta-feira. Em Portugal, na Europa em geral estamos muito mal preparados mas devemos encarar os acontecimentos actuais como uma wake-up call.

    para quem quiser, aqui está também a versão inglesa do manual japonês de preparação para sismos

    http://www.e-quakes.pref.shizuoka.jp/english/guidebook_english.pdf

    na mesma página há também a versão em português
    http://www.e-quakes.pref.shizuoka.jp/portuguese/contents.html